Copy and paste

As assessorias políticas precisam estar mais atentas às mudanças de paradigmas na comunicação, que deslocam o eixo dos veículos de massa para as redes sociais.

Caso contrário, cometem o grave erro de não informar corretamente aos cidadãos comuns que, por meio das ferramentas online, entram em contato com o agente político para colocar questões sobre determinados assuntos da esfera pública.

Um caso explícito de falha comunicativa ocorreu a partir de respostas dadas pela deputada Francisca Almeida (PSD), que foi questionada via email por alguns interessados no processo de implementação da TV digital terrestre, a respeito de declarações que havia dado ao Correio da Manhã, para justificar que votaria contra a proposta para a inclusão de mais canais da RTP na TDT.

Eu fui um dos interessados que mandou um email. Dez dias após o envio da mensagem, a deputada respondeu-me de forma genérica, não mencionando diretamente muitos dos pontos que eu havia levantado.

Publiquei a resposta em meu blog pessoal e, para minha surpresa, dois dos leitores relataram que também haviam questionado a deputada e que receberam um email com exatamente o mesmo teor, ipsis litteris.

Esqueceram que as pessoas conversam no mundo online. É esta a lógica da construção coletiva do conhecimento. É esta a lógica que a comunicação política também deveria seguir.

Como disse Dan Gillmor:

“When you become an active user of media, you can do much more than gain confidence that you know what you’re talking about. Millions of people already are taking it further, engaging in the emergent global conversations that help us and our communities every day. (…) The online culture is inherently participatory and collaborative, which makes this easy.” 

About Sergio Denicoli

Sergio Denicoli é graduado em Jornalismo e em Publicidade, Mestre em Informação e Jornalismo e doutorando em Ciências da Comunicação, na Universidade do Minho. Fez também um MBA em marketing. Investiga a implementação da TV digital terrestre em Portugal, sob orientação da Dra. Helena Sousa. Durante 10 anos foi jornalista da Rede Globo, onde actuou na Rádio CBN (Central Brasileira de Notícias) e TV Globo/ES.

One thought on “Copy and paste

Os comentários estão fechados.