Jeff Jarvis: o copo meio cheio

Conforme os óculos que pomos, assim vemos o estado actual do jornalismo.
Crise? Evidentemente, sublinharam há dias o professor Michael Schudson e o director do Washington Post, Len Downie, no relatório The Reconstruction of American Journalism. O presidente da Escola de Jornalismo de Columbia, onde o estudo foi apresentado, foi mais longe: “a crise assume proporções maciças”, sendo difícil ao mercado suportar um jornalismo de qualidade.
Crise? Nada disso. Esse é, segundo Jeff Jarvis, da City University, de Nova Iorque, o modo de colocar o problema das instituições que até agora falharam na procura de caminhos para enfrentar a situação e que, no desespero, pretendem acolher-se sob a protecção do Estado. “O destino do jornalismo não está nas instituições, mas nos empreendedores”, vaticina. E acrescenta: “Crise? Não vejo crise, vejo apenas mudança inexorável”.

Anúncios