O Manifesto de que se fala

Um grupo de 15 jornalistas e bloggers alemães escreveu um manifesto que tem estado em foco nos últimos dias: apresenta 17 proposições em torno das novas formas de produção online, sustentando que não é com a defesa de velhos modelos que se fará o futuro.
O número de traduções  do Manifesto ronda já a dezena. Paulo Querido participou na versão portuguesa, que ficou com o título:

Manifesto Internet

Como o jornalismo funciona hoje. 17 constatações.
A este propósito, escreve um dos autores do Manifesto: Time to Take a Stance on the Future of Journalism

Anúncios

“Todos os jornalistas”

Pela manhã:  ler a crónica de Manuel António Pina no JN.