A “tradição estival das não-notícias”

“Ou é o Verão que já não é o que era ou é o jornalismo. (…) Dir-se-ia que todos os jornalistas por assim dizer criativos meteram férias ao mesmo tempo e que nas redacções só ficou gente antiquada e sem brio profissional que se comporta como se o dever dos jornalistas fosse apenas dar notícias e não inventá-las quando as não há. Louve-se, pois, o “Público” que, com o estranho caso das talvez-escutas (não é propriamente uma onda de crimes horrorosos, mas é melhor que nada), luta sozinho e mal acompanhado para não deixar morrer a estimulante tradição estival das não-notícias”.

Manuel António Pina, in Jornal de Notícias, 26.8.09 (versão integral AQUI)

2 thoughts on “A “tradição estival das não-notícias”

  1. Pingback: Twitter Trackbacks for A “tradição estival das não-notícias” « Jornalismo e Comunicação [mediascopio.wordpress.com] on Topsy.com

Os comentários estão fechados.