“Ponto Contra Ponto”

Eduardo Cintra Torres, no Publico, sobre o programa de Pacheco Pereira “Ponto Contra Ponto” (SIC-N):

” (…) O tratamento dado às notícias criticadas (algumas positivamente) é semelhante ao que JPP já faz na imprensa ou no Abrupto. Nesse sentido, alarga o público do seu trabalho habitual de metajornalismo. JPP tem razão em quase todas as suas críticas, que contribuem para a literacia metajornalística dos espectadores. Mas as qualidades de JPP – incansável trabalhador solitário, culto, perspicaz e corajoso – podem originar problemas ao programa. De facto, um programa de TV não é uma coluna de imprensa. A linguagem é audiovisual. Os seus dispositivos técnico e comunicacional implicam profissionais de várias artes.(…)”