“O que a censura cortou” no Expresso

o-que-a-censura-cortouCom a última edição do Expresso foi publicado um livro importante sobre os estragos que a censura fez no Expresso, no curto período de tempo que mediou entre o surgimento do semanário e o 25 de Abril de 1974.
A obra, da autoria do jornalista José Pedro Castanheira, tem prefácio do presidente da Impresa, Francisco Pinto Balsemão.
Até as palavras cruzadas eram objecto do ‘lápis azul’ dos censores, mas também as fotos e, claro, as reportagens, as notícias, maiores ou menores e os textos de opinião e comentário.
um dos motivos de interesse deste trabalho, que reúne os materiais que foram publicados recentemente nas páginas do Expresso,reside nas ilustrações – quer as relativas aos materiais censurados quer relativas aos actores das matérias noticiadas ou comentadas.
Talvez ainda seja possível encontrar exemplares nos quiosques.

Media e leis penais

mailgooglecomÉ já amanhã que será lançado no mercado “Media e Leis Penais”, o novo livro de Sara Pina que aborda a “sobrerepresentação da realidade criminal nos mass media e a forma como esta condiciona a produção jurídico-criminal”. A sessão de apresentação da obra realiza-se pelas 18h30, na Livraria Almedina, Atrium Saldanha, em Lisboa, contando com intervenções de Eduardo Dâmaso (director-adjunto do Correio da Manhã) e de Rui do Carmo (procurador da república e director da Revista do Ministério Público).