Jornalismo e Ciência

cartaz1O Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade associa-se à ARCA – Associação de Repórteres de Ciência e Ambiente – e juntos promovem esta quarta-feira, dia 1 de Abril, um seminário para debater como se faz jornalismo de Ciência e Ambiente em Portugal. O painel de intervenientes é composto por quatro jornalistas, que vão representar de algum modo cada um dos sectores do jornalismo:

Imprensa – Elsa Costa e Silva (jornalista do DN)
Rádio – José Pedro Frazão (editor da Rádio Renascença)
TV – Arminda Deusdado (Farol de Ideias/RTP)
Online – Andreia Cunha Freitas (jornalista do PÚBLICO)

Este seminário, que tem na verdade um carácter de Workshop, porque pretende ter também uma dimensão experimental, começa às 14h30 e realiza-se no Auditório do IEC (Instituto de Estudos da Criança) da UM (quase ao lado do ICS). A apresentação é de Manuel Pinto.

A entrada é livre e não depende de qualquer tipo de inscrição.

Livro – Periodismo Digital

20090230_periodismodigital

Embora não seja um livro recente (edição de 2007) Periodismo Digital, de Luis A. Albornoz é uma sugestão de leitura – sobretudo se em parceria com o mais recente estudo de Ramón Salaverría e Samuel Negredo – para quem quiser começar a entender os esforços em curso há já vários anos em muitas empresas para reinventar o seu lugar num universo com regras ainda pouco claras.
O estudo de Albornoz apresenta-nos um panorama da situação em seis empresas ibero-americanas (elmundo.es, clarin.com, reforma.com, elpais.es, abc.es e lanacion.com) e fá-lo através de uma grelha de leitura que pode constituir um interessante ponto de partida para estudos semelhantes.

Livro – Innovating for and by users

20090330_ifbu

Foi recentemente disponibilizado o livro Innovating for and by users, coordenado por Jo Pierson, Enid Mante-Meijer, Eugène Loos and Bartolomeo Sapio. Trata-se de um projecto ao abrigo da iniciativa COST298 e tem por objectivo observar os efeitos da transição socio-tecnológica e dos alterados papéis dos utilizadores no design e na inovação de tecnologias de banda larga e nos média digitais.
Mais informação sobre o livro aqui e donwload da versão inglesa aqui.

Actas de seminário em “e-book”

cartaz-seminario_lasicsAcabam de ser publicadas (num e-book de acesso livre) as actas do seminário “JORNALISMO: Mudanças na Profissão, Mudanças na Formação”, que teve lugar na Universidade do Minho, em Setembro passado, por iniciativa do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade (CECS). Permita-se um destaque especial para o texto (inédito) da professora e investigadora americana Jane Singer, que transcreve a conferência por ela proferida na ocasão. Intitulado Barbarians at the Gate or Liberators in Disguise? – Journalists, Users and a Changing Media World“, o artigo aborda diversas questões ligadas tanto aos novos media como aos novos desafios com que  se confrontam os ‘velhos’ media. Textos mais ou menos desenvolvidos de Adelino Gomes, João Canavilhas, Abel Coentrão, Pedro Leal, Rui Rocha, Sandra Marinho e Manuel Pinto integram também esta publicação.

OBS* – novo número disponível

Está já disponível para consulta o nº4 do 2º volume da revista Observatório (OBS*).

Todos jornalistas? Nah!

3361760025_3651a71a24Num texto cuja leitura se recomenda o académico francês André Gunthert passa em revista muito do que se escreveu, de 2005 para cá, sobre a pretensa participação dos cidadãos no fluxo mediático.
Excerto:

Les outils du web dynamique ont considérablement développé les usages informationnels des particuliers, mais ceux-ci ne sont pas entrés en concurrence frontale avec la production médiatique. Ils ont bien plutôt constitué des univers parallèles, sous la forme de réseaux sociaux, régis par leurs propres logiques d’échange. Au final, le mythe de l’intrusion des amateurs restera comme une des figures manifestant la confrontation du journalisme avec le paysage de l’image numérique. Dans le contexte d’une paupérisation sans précédent de la presse, causée par la migration des ressources publicitaires, ce récit d’un antagonisme fantasmatique a eu pour fonction de conforter les professionnels dans leur rôle traditionnel de gardiens du sens et de la morale. Au détriment d’un véritable dialogue avec ces nouvelles ressources visuelles.

[Sugestão recolhida num Twitt de jafurtado]

Novo site do DN

20090319_novodn_0_home_w22

Está online desde hoje o novo site do DN, o último dos grandes diários nacionais a fazer a aposta numa nova presença.

Trata-se de um salto muito grande que chega para o posicionar ao lado dos demais.
Nalguns detalhes – sobretudo a estratégia de autonomização de algumas áreas – é melhor do que a concorrência, noutros é (ainda) pior.

Das declarações do director, João Marcelino, sobre o novo site transcrevem-se alguns excertos:

“Em primeiro lugar queremos duplicar já a curto prazo o numero de pageviews, e depois ser líderes nos generalistas”
“no on-line o jornal vai “bater-se pela actualidade segundo-a-segundo”

Aplaude-se o esforço  mas também se lamenta – como disse, em detalhe, num outro sítio – que a estratégia de lançamento tenha passado pela enunciação continuada de uma maior proximidade aos leitores e que, na prática, isso se traduza num cantinho lá no fundo (à direita) da homepage.