Agregação de Manuel Pinto – dia 1

Decorre, neste momento, a primeira parte das Provas Públicas de Agregação de Manuel Pinto, o principal animador deste blog.
Aqui se apresentam excertos da discussão em torno do curriculum do candidato:

20081204_agregacao_mpinto_2_w

“Este é um momento importante para os professores porque são obrigados a rever o seu caminho e ainterrogar-se sobre ele; em dez anos de jornalismo foi sempre disso que mais falta senti – o questionamento permanente”

“Tenho a sorte de estar numa equipa de trabalho que é também uma equipa de solidariedade e este é um elemento que dá uma expressão diferenciada ao que fazemos; sou devedor de todos eles e não entendo o trabalho que fazemos numa universidade a não ser neste espírito”

“O brio que queremos pôr nas coisas que fazemos leva-nos, nas actuais condições, a trabalhar muito mais do que deveríamos para combater as desvantagens de estar longe dos centros de decisão e dos grandes pólos; a verdade é que, mesmo assim, estamos longe de ter as condições que desejaríamos para desenvolver o trabalho que podemos e que os nossos alunos merecem. Creio que o desinvestimento generalizado nas áreas das Ciências Sociais atinge-nos de forma muito aguda”.

“Creio que é uma marca nossa o esforço desenvolvido para criar projectos colectivos; permitem o crescimento dos investigadores já com carreira, mas permitem ainda a incorporação de contributos de novos investigadores”.

“Vejo a investigação num sentido amplo como uma prestação de serviços à sociedade pela qual precisamos de dar contas”.

O segundo dia da prova – amanhã, novamente às 15h00 – está reservado à lição de síntese intitulada “Digressão sobre a crise do jornalismo: entre diluição e re-invenção”.