Falta de “água potável”

saviano“Nesta sociedade podemos falar, opinar, inclusive gritar. Mas não podemos transpor a barreira do silêncio. Daquilo que não se pode dizer”.
(…)

“Existem hoje muitos canais no mundo para nos expressarmos, como por exemplo a televisão ou a Internet. Mas isso não deve confundir-nos. Já conhecem o que se costuma dizer: quando há uma inundação, o primeiro a faltar é a água potável”.

Roberto Saviano, citado em El País de hoje, no trabalho de Iker Seisdedos, intitulado “Dos escritores contra la barbarie – Salman Rushdie y Roberto Saviano charlan en Estocolmo sobre su falta de libertad

One thought on “Falta de “água potável”

  1. É essa danada da água potável que mata uma criança a cada 20 segundos.
    E é um produto cobiçado e raro para 40% da População Mundial.
    E o que me deixa mais irritado é saber que apenas o gasto anual dos Europeus com o sorvete seria o suficiente para saciar a sede dessas pessoas.

Os comentários estão fechados.