Resgatando a memória sobre os media em Portugal

Acaba de sair do prelo “Os Media em Portugal nos Primeiros Cinco Anos do Século XXI“, mais uma obra produzida no âmbito do projecto Mediascópio, da Universidade do Minho, com a chancela da Campo das Letras. Da autoria de uma equipa de investigadores do Centro de Estudos de Comunicação e Sociedade e contando com o contributo de outros académicos e jornalistas, o livro analisa o período 2000-2004 e dá continuidade a um trabalho anterior relativo ao período 1995-1999. Tal como este, é constituído por um conjunto de análises sectoriais e é acompanhado de uma cronologia do período em análise, elaborada a partir do levantamento das notícias sobre o sector dos media.

Eis o Índice, para se ter uma ideia das temáticas tratadas:

  • Políticas da Comunicação no novo milénio: Crises, Impasses e Fracturas, por Helena Sousa
  • Novos desafios a um velho ofício ou… um novo ofício? A redefinição da profissão de jornalista, por Joaquim Fidalgo
  • O Google [2000-2004]: a emergência de um fenómeno global, por Alberto Sá
  • A Programação Televisiva para as Crianças, por Sara Pereira
  • Da justiça dos tribunais à barra da opinião pública: As relações entre a Justiça e a Comunicação Social, por Joaquim Fidalgo e Madalena Oliveira
  • A Formação em Jornalismo: os sinais e problemas de um debate latente, por Sandra Marinho
  • Da Pós-Neotelevisão: a reconfiguração do prime-time nos canais generalistas portugueses, por Felisbela Lopes
  • Sensibilidade, mas com bom senso – Tratamento informativo da dor, por Madalena Oliveira
  • As opções de primeira página de dois diários de referência em dois momentos cruciais da vida política, por Hália Costa Santos
  • Novas tendências no sector da imprensa, por Sara Moutinho
  • Era uma vez a convergência…, por Elsa Costa e Silva
  • A cidadania e os media em Portugal: Notas sobre um período de sinais contraditórios, por Manuel Pinto
  • Rádios Locais em Portugal, 2000-2004, por Rogério Santos
  • Imprensa local e regional: à beira do sobressalto? Análise do quinquénio mais importante da história do sector, por Paulo Ferreira
  • Televisão Regional e Local em Portugal, por Dora Mota

Lê-se na contra-capa:
“Se os media são agentes fundamentais da produção e circulação da cultura, da informação e do entretenimento, como realizam eles esse papel? Eles, que tanto falam dos outros, que dizem a respeito de si mesmos? A que problemas e sectores dão visibilidade? Que aspectos subestimam ou silenciam?
(…) Os autores desejam que este livro possa contribuir para a compreensão crítica do campo dos media e do jornalismo e, ao mesmo tempo, fornecer subsídios para a memória histórica, neste domínio tão relevante das nossas sociedades”.

One thought on “Resgatando a memória sobre os media em Portugal

Os comentários estão fechados.