‘Citizen journalism’

O número que acaba de sair saiu em 2005 dos Nieman Reports trata o ‘citizen journalism’:

Photobucket

Anúncios

Uma oportunidade para o jornalismo

Em “Journalism: A Toxic Culture? (Or: Why Aren’t We Having More Fun?)“, Amy Garhan, do Poynter.org,  enuncia algumas atitudes e assunções correntes entre jornalistas acerca do seu métier; confessa que já não tem muita paciência para alguns desses posicionamentos; e faz um apelo a que apliquem ao seu campo profissional aquilo que é suposto possuirem relativamente ao exercício do jornalismo: curiosidade e interesse pelo que acontece à sua volta.
Isto porque…

“(…) right now is a time of immense opportunity for journalism and journalists to take on a broader and even more vital role in society. It’s a chance for journalists to not only continue doing good work, but maybe also to have more impact than ever before. If they can make this progress within updated, adapted news organizations, fine. But if not, they can find ways to do it independently, collaboratively, or by founding new supporting institutions or businesses.”

Redes sociais e media responsáveis

Realiza-se amanhã, em Barcelona, o forum internacional “Redes Sociales y medios responsables“, cujo objectivo é promover a utilização das novas ferramentas da Internet entre os actores do desenvolvimento sustentável. Entre os intervenientes destacam-se Joan Ferrés, investigador dos media e da publicidade subliminar, Wangari Maathai e Rigoberta mench, prémios Nobel da Paz, Thierry Maillet, blogger e autor do livro La Génération Participation (*), Vicente Verdú, jornalista, escritor e ensaísta e Thubten Wanchen, presidente da Casa do Tibete, em Barcelona.

É possível seguir online os trabalhos do forum: AQUI.

(*) A ler, no seu blogue Consommation et Citoyenneté, o mais recente post: La société de la participation : limites et opportunités du journalisme citoyen.