Como defender as marcas dos blogs

Exactamente.
Exactamente assim.
Este é o destaque da revista especializada Meios&Publicidade, onde se afirma o seguinte:

As marcas estão agora mais expostas a ataques provenientes de blogues. Explicamos, num tema destacado na capa desta semana do M&P, que através de uma boa gestão, as marcas poderão tirar dividendos.

Como diz Paulo Querido o facto de alguém ter concebido um tema com este enfoque pensando, naturalmente, que ele agradaria aos seu grupo seleccionado de leitores sinaliza, de forma veemente, duas realidadas (ambas preocupantes):

1. Empresas (e empresários) haverá que entendem os seus potenciais clientes como ‘atacantes’, necessitando, portanto, de (novas) práticas de ‘boa gestão’ para voltar a poder ‘tirar dividendos’;

2. (alguns) Especialistas da comunicação estratégica continuam a pensar nos blogs como uma espécie de ‘episódio momentâneo de interferência’, coisa perturbadora, mas que se resolve…

Anúncios

O que é Jornalismo? Responde Carlos Chaparro


O luso-descendente Carlos Chaparro, professor da Universidade de São Paulo, acaba de introduzir uma inovação valiosa no seu blogue O Xis da Questão, propondo aulas semanais de jornalismo. São pequenos vídeos (já estão dois disponibilizados), nos quais reflecte sobre questões e práticas do campo jornalístico. E começa por aquilo que é aparentemente óbvio, mas que, por isso mesmo, carece de mais interrogação.

O jornalismo nota Chaparroele tem a ver com a vida. Porquê? Porque aquilo que é notícia só é notícia porque tem algum potencial de transformar a realidade. Então o jornalismo não lida com o efémero, o jornalismo lida com a transformação“.

“Em menos de 20 anos”

“(…) em menos de 20 anos, esta coisa de fazer jornais (de os fazer tecnicamente, entenda-se) parece ter evoluído mais, e mais profundamente, do que nos 500 anos precedentes. Ou seja, desde os tempos (à volta de 1450) em que Gutenberg inventou os caracteres móveis e a prensa tipográfica, com isso abrindo caminho às modernas tecnologias de composiçlão e impressão (…)”

Joaquim Fidalgo, Qual é o nosso papel?…, in ComUM, nº 1, 25.02.2008