Concurso para a TDT em Fevereiro

O Governo, finalmente, anunciou que o concurso para a televisão digital terrestre arranca em Fevereiro.

Serão atribuídas frequências para os canais livres e também para os canais pagos. A plataforma por subscrição terá três multiplexers destinados a canais regionais e dois para canais nacionais.

Leia aqui mais informações sobre as regras e os prazos do concurso.

Tecnologia e figurações do humano

Comunic& Soc12

Acaba de sair o nº 12 da revista Comunicação e Sociedade, do Centro de Estudos do mesmo nome, da Universidade do Minho. Foi coordenado pelo Prof. Moisés de Lemos Martins e é dedicado ao tema “Tecnologia e figurações do humano”. Eis o índice:

Nota de abertura
A época e as suas ideias

Moisés de Lemos Martins

I. Pensar a técnica hoje

Evocação da tecnologia: fantasmas, determinismo da utopia?
José Augusto Mourão

Espaço, media e experiência. Na era do espaço virtual e do tempo real
Maria Teresa Cruz

Nota sobre o processo de exteriorização da técnica: o lugar da interacção homem-computador
António Machuco Rosa

Sociologia da blogosfera: figurações do humano e do social em blogs e hibrilogs
Pedro Andrade

Seres humanos e objectos técnicos: a noção de “concretização” em Gilbert Simondon
José Pinheiro Neves

Da tecnologia na organização à organização na tecnologia
James Taylor

II. Figurações tecnológicas

Figuras do íntimo-quotidiano na televisão: quando o mundo privado se torna mediático. O caso de SIC e TF1
Elisabeth Machado

Um mesmo sonho: o monstro de Frankenstein, o robô e o homem biónico
Lurdes Macedo

O museu digital: uma metáfora do concreto ao digital
Cláudio Oliveira

Os arquivos globais de vídeo na Internet: entre o efémero e as novas perenidades. O caso YouTube
Luís Miguel Loureiro

Da vinculação social da técnica enquanto totalitariedade – Incursões na vida desvitalizada. Considerações sobre a Second Life
Rui Pereira

III. Na era da imagem, a palavra, sempre

O que pedem as palavras?
Anabela Gradim

A difícil arte de perguntar: aporias e apostas da redacção do questionário para inquérito sociológico
Albertino Gonçalves

IV. Leituras e Reflexões

Bom senso

” (…) Mas, que diabo, não haverá no PSD quem lhe explique que apreender empadas e pastéis de bacalhau ou fechar restaurantes com baratas não é bem a mesma coisa que torturar e matar pessoas?”

Manuel António Pina, in Jornal de Notícias, 30.1.2008