IAMCR 2007| 1 | The French Research Landscape

Começou esta manhã, na sede da Unesco, em Paris, o Congresso Anual da IAMCR (Internacional Association for Media and Communication Research), este ano subordinado ao tema “Media, Communication, Information: Celebrating 50 Years of Theories and Practices”. Partilho as notas da primeira sessão plenária, destacando a intervenção de Rémy Rieffel, do Institut Français de Presse.

Referindo-se à singularidade da identidade dos jornalistas franceses (marcada por uma profissionalização tardia, por uma ligação histórica dos jornalistas ao meio literário e político e por uma ideia de que o jornalismo é uma profissão heterogénea, que alguns dizem ser também difusa), Rieffel anotou como principais temas da investigação francesa no domínio da comunicação/informação:

  • a deontologia profissional
  • a relação dos jornalistas com as fontes de informação
  • a relação dos jornalistas com a audiência
  • a relação dos jornalistas com o “produto acabado”;
  • a relação dos jornalistas com o público

Para Rémy Rieffel, a investigação sobre a comunicação enfrenta também um conjunto de desafios que se prendem com o peso que os media adquiriram no espaço público, nomeadamente no que concerne à capacidade da Televisão para difundir estereótipos e apelar à solidariedade. Por outro lado, sugeria o investigador, seria necessário perguntar também até que ponto os media influenciam a produção da cultura. «As práticas mediáticas e as práticas culturais estão a transformar-se», notando-se uma «certa hibridização das práticas culturais».

Anúncios