Blogosfera e “o país desconhecido”

“(…) A vantagem fundamental da blogosfera sobre os media tradicionais como fonte de informação e de auscultação do país é a da pluralidade e a da liberdade. Com todas as virtudes e, também, com todos os riscos da liberdade. Jornais e TV têm patrões, e estes interesses. Em contrapartida, qualquer cidadão pode criar um blogue e divulgar nele o que quiser, factos (algum do melhor jornalismo de investigação que hoje se faz em Portugal tem sido publicado na blogosfera) ou opiniões. Por isso, a blogosfera tanto pode ser lugar da verdade como da calúnia (do mesmo modo, hèlas!, que jornais e TV), e daí que ela seja também um desafio constante à maturidade crítica de cada leitor. Até porque o que é dito num blogue pode ser (e é) controvertido em tempo real, seja nas caixas de comentários seja no blogue do lado. A comparação da agenda da blogosfera com a dos media tradicionais dá uma ideia do enorme desfasamento que hoje existe entre estes e o país. Talvez os analistas da crise da imprensa devessem debruçar-se sobre isso”.

Manuel António Pina,O país desconhecido“, in Jornal de Notícias, 25.6.2007

Anúncios