‘Se fosse hoje…’

São muito curiosas as declarações recentes do fundador do El País, o jornalista (e gestor de media) espanhol Juan Luis Cebrián, a propósito da situação actual da imprensa escrita e dos desenvolvimentos no universo on-line. Um extracto:

Si yo ahora me tocara de nuevo fundar El País no lo haría en papel, haría algo en Internet y luego le buscaría una adaptación, de alguna manera, en papel.

Na sua conferência — que apetecia ler na íntegra… — Cebrián pronuncia-se ainda sobre os jornais gratuitos, sobre o futuro da imprensa e sobre a forte competição entre títulos existente em Espanha (dicas de Periodista Digital).

Anúncios