Google Gears: a net sem rede

Imagine-se a seguinte situação: descarrega o seu mail para o computador, ou o feed do seu Reader, vai para o comboio ou o avião ou para uma ilha deserta ou ainda para sua casa, onde não tem acesso á net, e consulta tranquilamente a informação, como se estivesse conectado. É o que acaba de propor a empresa Google, que anuncia a criação de um software – o Google Gears – com essas características. Com uma ligação intermitente à rede, torna-se possível ir actualizando a informação que poderá ser, depois, trabalhada offline.

Comentando esta inovação, escreve Eric Auchard, em artigo na Reuters:

“By bridging the gulf between new Web services and the older world of desktop software, where any data changes are stored locally on users’ machines, Google is pushing the Web into whole new spheres of activity and posing a challenge to rival Microsoft Corp.”

“A realidade é real?”

Kovach.052407.Boston UO título deste post é o de um célebre livro de Paul Watzlavick e lembrei-me dele a propósito do discurso há dias feito pelo jornalista Bill Kovach aos finalistas de jornalismo da Universidade de Boston, intitulado precisamente “Who creates reality?“.

Partindo da afirmação de um conselheiro da Casa Branca, segundo o qual a realidade não é aquela com que no dia a dia contactamos, mas a que certos “actores da história” constroem para nós, Kovach afirma:

“My generation in many ways has been unable to reconcile the conflicts between the reality created for us by history’s actors and the reality in which we actually live”.

Um texto cuja leitura vale a pena.

“Uma lista infindável”

“Poderia fazer uma lista infindável das coisas que não consigo perceber, decerto incomparavelmente maior do que a daquelas que julgo (pelo menos em dias de euforia) que percebo. E ainda ficaria outra, tão grande e absurda como a primeira, de tudo aquilo que ignoro que ignoro. Resta muito pouco. E contudo é com esse pouco que tenho que ver cegamente o mundo (e é provavelmente com esse pouco que o mundo me vê a mim)(…)”.

Manuel António Pina, “O riso e o medo“, in Jornal de Notícias, 31.5.2007 (continuação do texto aqui)