Entreter com… a dor dos outros

É bizarra, muito bizarra, a ideia do reality-show que uma TV holandesa se prepara para iniciar, “The Big Donor Show”, produzido pela Endemol. A ideia do programa é propor que um doente terminal escolha, durante a emissão de 80 minutos, um de três concorrentes a quem doará os seus rins. Bizarro! É o mínimo que se pode dizer de um programa que procura entreter… com a dor dos outros. Que pretende um programa deste tipo? Comover o público? Promover a generosidade e contribuir para o aumento dos transplantes de órgãos? Cativar audiências? Bizarro e perverso.