Uma nova versão digital do Expresso

e.xpressoChama-se E-xpresso a nova versão digital do semanário Expresso, sendo uma cópia exacta da edição impressa do jornal.
Segundo o semanário, “o E-xpresso utiliza uma tecnologia, única em Portugal, que transforma as páginas em formato PDF inteligente. O leitor pode cortar e guardar os artigos em qualquer processador de texto, ouvi-los, enviar as notícias por e-mail, enviá-los directamente para um blogue, descarregar todo o jornal para ler em off-line, ou até receber o conteúdo por RSS (“real simple syndication”)”.
Experimentei e, salvaguardando tratar-se de uma primeira utilização, pareceu-me um sistema com uma legibilidade que ainda deixa a desejar. E a versão áudio é de fugir (pelo menos as duas tentativas que fiz).
O acesso é gratuito nesta e nas próximas duas edições.

Seminário sobre ‘tabloidização’ e ‘infotainment’

“The Tabloidization and Infotainment Phenomena: Understanding Televisual Discourses” é o tema de um seminário que decorrerá na Universidade do Minho, no próximo dia 8, terça-feira. Será animador da sessão – que terá lugar na sala 1201, das 14 às 16 horas – o  Prof. Hakan Ergul, do Departamento de Jornalismo da Anadolu University, daTurquia. O docente vem à UM no quadro das actividades do programa Sócrates/Erasmus, desenvolvida pelo Departamento de Ciências da Comunicação.