“Uma espécie de regra no jornalismo”

“(…) Somos o país da Europa (do Mundo?) que tem mais jornais desportivos diários, mas o que tem menos jornalismo desportivo. Os outros jornais também ignoram o tema [o folhetim da transcrição das escutas do processo do Apito Dourado no CM], porque há uma espécie de regra no jornalismo que obriga uns a desprezarem as informações que os outros obtêm. As notícias não têm um valor intrínseco: têm mais ou menos valor, consoante foram publicadas por um jornal ou pela concorrência (…)”

Ricardo Araújo Pereira, in Visão, 19.04.2007

One thought on ““Uma espécie de regra no jornalismo”

  1. Quantas, quantas vezes se vê isso a acontecer. E quantas, quantas vezes se vê a roubar informação e a outros e a não citar a fonte. O que fazer? No idea.
    Já agora, em relação às escutas, será que ninguém pergunta a razão de ser da transcrição da conversa com o presidente da junta? Há interesse público ali?

Os comentários estão fechados.