Podem os jornais ser redes sociais?

Tomando como ponto de  partida a recente remodelação do site do USA Today, Mathew Ingram pergunta, no AgoraVox, se é mesmo possível fazer de um jornal uma rede social?
Ou seja, não estarão os jornais a embarcar numa ilusão, ao pensar que os leitores vão valorizar de forma diferente o seu trabalho pelo simples facto de a ele estarem associadas formas de maior interacção como os jornalistas e com os restantes leitores?
A resposta não será simples, não será uma só e, sobretudo, não pode ser dada agora, antes de verificado o sucesso das experiências em curso.
É possível aceitar que, como diz Ingram, alguns leitores queiram apenas ser consumidores.
Mas é também possível que outros gostem de participar numa iniciativa como este mapa colaborativo dos buracos na cidade, disponível no site Bakersfield.com (via BuzzMachine).
E será possível que outros ainda queiram acrescentar conhecimento específico a material jornalístico em preparação.
E o jornalismo vai precisar de saber lidar com  todos eles.

About these ads